segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Entrega - Asilo do Cristo Redentor - RJ


                Imagine 1, 2, 3... 200 bonecas e presentes!!!!!

           Foi assim nossa visita ao Abrigo do Cristo Redentor, Rio de Janeiro no dia 04 de setembro. Nossa querida bonequeira Rosemere, mais uma vez nos representou muitíssimo bem.

           Engana-se quem pensa que os idosos não gostam de bonecas. Gostam sim! E muito!

          Como em qualquer entrega, nosso grupo procura fazer bonecas e presentes que tenham características que agradem aos presenteados. Cachecóis, mantas e gorros para os locais mais frios, lenços bordados para os homens, travesseiros de pescoço para o conforto, sabonetes perfumados e, é claro, bonecas e bichinhos.

          Todas as bonequeiras colocam todo seu capricho e carinho nos presentes e nos parece que o presente “escolhe” seu dono, assim como o dono escolhe seu presente.

             É comum que a boneca se pareça com seu dono, já mostramos aqui no blog.

        No caso dos idosos, as bonecas imediatamente ganham um local de honra nos cantinhos cuidadosamente arrumados com objetos queridos. Bonecas são abraçadas e cuidadas como se fossem bebês.

             E os olhos brilhantes são comuns nas crianças e adultos.

             As imagens falam por si.

"mar" de bonecas antes da entrega

 Tudo preparado


 
Hora da festa...

E de escolha !

           E depois ... satisfação !









          E a foto símbolo desta entrega descrita lindamente nas palavras da Andréa, dão a dimensão do nosso trabalho:





Esta galinha de pano chegou ao nosso QG de Curitiba e sinceramente eu não consigo, depois de mais de 3 mil bonecas que já passaram por nossos olhos nestes 3 anos, lembrar o nome de sua autora.
No entanto não esqueço que ela era florida e que a combinação do tecido do corpo e da asa era perfeita, que os pontos caseados eram simétricos e delicados, que a galinha tinha uma expressão (sim, ela tinha!) de alegre simpatia, era uma peça artesanal tão bem feita e artística que deve ter levado horas para ficar pronta.
Pois bem, a artesã colocou seu melhor naquela peça e a enviou com seus próprios meios para que fosse dada de presente a uma pessoa desconhecida.
Hoje, em meio a centenas de peças levadas ao Asilo Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, uma mulher idosa enxergou o valor daquela galinha de pano: olhos brilhando, sorriso franco, ela foi diretamente à mesa e sem titubear escolheu a galinha para si.
Depois chamou a representante das Bonequeiras sem Fronteiras, Rosemere, para que fosse ver onde estava agora a linda galinha. O cantinho organizado, bonito e limpo que lhe pertencia parecia um pouco vazio, mas agora sobre a toalhinha branca no balcão ela tem uma peça de engenho e arte, uma peça de afeto e bons desejos para lhe lembrar que o mundo pode ser duro mas tem seus momentos de delicadeza. 
Bonequeiras sem Fronteiras, Bonecas de Pano Amor 
de verdade!
PS: querida costureira autora desta galinha: que seus méritos se expandam a todo universo. Gratidão.”                                            

                                                                (texto da nossa página no Facebook)
.
          Mais uma vez, obrigada a todas as caprichosas bonequeiras que colocaram seu amor nos presentes, aos QGs  em São Paulo e Curitiba que organizam impecavelmente todos os materiais, é principalmente aos presenteados.

          Nossos olhos também brilham e nossos corações se enchem de alegria

          Por isso  fazemos bonecas!

BONEQUEIRAS SEM FRONTEIRAS – BONECAS DE PANO, AMOR DE VERDADE

Marcia Cristina Tampellini -  Andréa Cordeiro

2 comentários:

  1. Sempre tudo muito organizado, colorido e solidário! Parabéns, isso tudo enche bispos coração de esperança!

    ResponderExcluir